Get Adobe Flash player

By A Web Design Company

+ Notícias

Um tatu-bola será a mais nova atração do zoo a partir desta segunda-feira (26). O animal desembarcará no Aeroporto internacional de Brasília, por volta das 17h, e seguirá para o Zoológico, onde um recinto preparado especialmente para a espécie o espera. O exemplar é o primeiro do mundo reproduzindo em cativeiro, um marco histórico do projeto de conservação de animais da fauna brasileira, ameaçados de extinção.

Trata-se de um programa de conservação realizado pela Associação Caatinga em parceria com o Grupo de Especialistas em Tatus, Tamanduás e Preguiças da IUCN e a The Nature Conservancy. Hoje, o Tatu-bola encontra-se na categoria ‘Em Perigo’ na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção.

Zoológico de Brasília é referência – Reconhecido pela experiência com manejo de animais silvestres, o zoológico da capital foi escolhido para conduzir o programa de reprodução. Temos um corpo técnico qualificado para o manejo de animais ameaçados de extinção. Nosso foco é a reprodução com possibilidades reintrodução na natureza”, explica Filipe Reis, curador da Diretoria de Mamíferos do Zoo Brasília.

O Projeto Tatu-bola iniciou em 2013 com A Associação Caatinga, a qual fez a indicação do animal para ser mascote da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e, no mesmo ano, lançou a campanha ‘Eu Protejo o Tatu-bola’.

AddThis Social Bookmark Button

O MM juiz de direto da 1ª Vara da Fazenda Pública do DF, Lizandro Garcia Gomes Filho, deferiu na última segunda-feira (19), o pedido do Zoológico de Brasília e determinou a reintegração de posse da girafa que estava emprestada ao Zoológico do Rio de Janeiro. “Zagalo”, como é conhecido, nasceu no Zoo de Brasília em 2001, filho de Leo e Bia. O animal não poderá retornar à sua terra natal, dadas as condições complicadas no transporte do animal.

Por meio de permuta (troca legal entre unidades de conservação), o zoo de Brasília receberá do Zoológico Safári Porto Bello de Mangaratiba-RJ, um dromedário no lugar de Zagalo. Enquanto os profissionais encontram uma girafa macho para compor o grupo do nosso plantel, um exemplar de dromedário será a mais nova atração do Zoo.  

Resta agora a finalização dos trâmites administrativos para que os animais sejam transportados para seus devidos lares. Em breve, o novo morador estará à espera dos visitantes do Zoo Brasília.

AddThis Social Bookmark Button

Um dos animais mais conhecidos do público visitante, o elefante Chocolate, apresentou um ferimento na região dorsal, provavelmente causado pelo atrito da pele do animal com a árvore do recinto, consequência do hábito de se coçar. Assim que a lesão foi identificada, deu-se início ao tratamento com o uso de medicações tópicas (curativos com soluções antissépticas e larvicidas), antibiótico e anti-inflamatório.

Para propiciar um ambiente mais adequado, também foi ampliado o “lameiro” do recinto. Local muito apreciado pelos elefantes que costumam arremessar lama no dorso. Em contato com a pele, a lama atua como proteção solar e previne a ação de moscas e outros insetos (ectoparasitas). Além do curativo feito duas vezes ao dia, os tratadores, veterinários e biólogos do Zoológico de Brasília acompanham o comportamento do animal, diariamente. “Ele apresenta um quadro clínico normal, apesar do ferimento, ele brinca, se alimenta e não demonstra estresse”, explicou a diretora-chefe do Hospital Veterinário do Zoológico”, Luisa Helena.

É importante ressaltar que em momento algum o tratamento foi interrompido ou adiado por falta de técnicos habilitados. A Fundação Jardim Zoológico de Brasília não ficou nenhum dia sem assistência profissional de médicos veterinários, biólogos e tratadores, o que reforça o compromisso com a qualidade de vida e bem-estar dos animais que fazem parte do pilar desta Instituição.

O reflexo deste compromisso é observado diariamente na melhora do quadro do animal que apresenta visível cicatrização da área afetada.

AddThis Social Bookmark Button

A direção do Zoológico de Brasília, recebeu na última quarta-feira (14), a Comissão de Defesa do Direito dos Animais da OAB. Ao termino da visita a Comissão decidiu enviar uma representação junto Ao Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV/DF). Diante dos fatos, a direção aguarda a decisão do CRMV para abertura de sindicância e apuração dos fatos relatados.

Ao longo dos últimos anos, o Zoológico de Brasília tem se destacado como referência em unidade de conservação e acredita estar pronto para acatar e atender à altura todas as decisões que serão tomadas mediante laudo do CRMV/DF, reafirmando o seu compromisso com o bem estar animal, a pesquisa científica e a educação ambiental, entre outros.

Bem estar animal – Todo o trabalho desenvolvido no Zoológico segue o Procedimento Operacional Padrão (POP), onde os diretores se inter-relacionam a fim de obter o melhor resultado possível do trabalho dedicado ao bem estar dos animais. Graças aos trabalhos dos profissionais, o Zoológico é referência nacional em conservação das espécies da fauna brasileira e pesquisa científica. Portanto, motivo de orgulho dos moradores e, em especial, dos visitantes.

AddThis Social Bookmark Button

Os portões do Zoológico de Brasília estarão abertos em caráter excepcional nos feriados de fim de ano. Na quarta-feira (24/12), os portões estarão abertos das 09h às 13h e fechados na quinta (25), em comemoração ao Natal. No Ano Novo, a programação se repente, abrindo na quarta (31), das 09 às 13h, fechando na quinta-feira, 1º de janeiro, Dia da Confraternização Universal.

Quanto às sextas-feiras (26/12 e 02/01), dias de ponto facultativo, os portões abrirão normalmente, das 09 às 17h.

Lembramos que durante todo o mês de janeiro (temporada de férias), os portões abrem de segunda a segunda, em horário normal.

O ingresso custa R$ 2,00 (dois reais). Crianças com até cinco anos e idosos acima de 60 não pagam.

 

 Boas festas e um ano novo repleto de realizações!

 

A direção.

AddThis Social Bookmark Button

Tradutor

Zoo Informação

Zoo App

Zoo Mapa

Sistema de Ouvidoria

Parceiros

PDTI

Tripadvisor