Get Adobe Flash player

By A Web Design Company

O Zoológico de Brasília recebeu nesta quarta-feira (23), o Projeto Cultural Waldir Azevedo, que tem o elenco formado por crianças, em sua maioria. Com a intensão de mostrar a música como instrumento capaz de formar cidadãos, os coordenadores escolheram o Jardim Zoológico como parte do cenário para produção de um filme documentário que tem por objetivo, resgatar a musicalidade brasileira e promover a cultura por meio de estilos musicais, como o samba e o choro, por exemplo.

Segundo o coordenador e fundador do projeto, Wiliam Nunes, o objetivo despertar nas crianças o que há que há de melhor no ser humano, e assim contribuir na formação do indivíduo. Como o filme integra a arte musical com a geografia de Brasília, o Zoológico entrou na preferência como cenário para filmagens. “Além do espaço geográfico e do lugar aprazível, O Zoológico tem projetos de inclusão social, o que permite a presença de manifestações culturais, assim, é possível fazer música”, revela William.

Iniciado a dois anos em Brasília, o Projeto Cultural Waldir Azevedo, com sede na Vila Telebrasília, conta com 65 integrantes, entre eles, crianças e adolescentes. Depois do filme pronto, os integrantes terão um instrumento a mais para mostrar a importância do projeto. Ao apoiar a iniciativa, o Zoológico reafirma o seu compromisso com que é de interesse social.

AddThis Social Bookmark Button

O Museu de Ciências Naturais da Fundação Jardim Zoológico de Brasília, em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) realiza de 7 a 10 de abril, das 9h às 18h, no Hall do edifício sede da CNI, SBN Ed. Roberto Simonsen, uma exposição de animais taxidermizados com imersão na Trilha Sensorial. O evento acontece em comemoração à X Semana do Livro, sob o tema, Uma Leitura do Cerrado.

A exposição ajuda a despertar os sentidos além da visão, bem como, estimular a imaginação e o reconhecimento de novas descobertas, como explica a curadora da exposição, Ana Lúcia.  “Fazer uma leitura com outros sentidos é fundamental para compreendermos os sentimentos de quem não pode enxergar”, comenta.

Algumas novidades como equipamentos de vibração, sensores de presença e simuladores de movimento farão com que os visitantes sintam na pele, o quanto é possível contextualizar o meio ambiente sob a lógica da preservação da fauna e da flora. Dessa forma, o Zoológico reafirma o compromisso com a educação ambiental e com a inclusão social. A vista é gratuita.

AddThis Social Bookmark Button

A Fundação Jardim zoológico de Brasília (FJZB) publicou nesta semana os editais de concessão pública para construção e exploração comercial de três novos empreendimentos no interior do Parque. São eles: uma loja de souvenir, uma lanchonete e um aquário.

O objetivo é ampliar as atrações de lazer sem custos aos cofres públicos, como esclarece Fabiana Oliveira, membro da Comissão de Licitação da FJZB. “Além reforçar a qualidade do turismo ao trazer novos empreendimentos, o processo licitatório por meio de concessão não prevê despesas com dinheiro público e estabelece critérios para exploração”, explica. Em breve o público desfrutará de um ambiente agradável onde tornará a visita ao Zoo um feito memorável, como prevê a nova loja de souvenir. O visitante também terá novas opções de alimentação com a instalação de mais uma lanchonete, e por fim, a mais esperada das atrações, o Aquário do Zoológico de Brasília.

A data de recebimento das propostas para os três empreendimentos começam no dia 13 de abril e se estende até o dia 25 do mesmo mês, consulte aqui os editais. Maiores informações junto ao Núcleo de Material e Patrimônio (NUMAP), pelos telefones: 3445-7018 ou 3445-7045 ou pelo e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. .

AddThis Social Bookmark Button

Considerada uma terapia segura, a acupuntura é hoje uma especialidade clínica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina Veterinária desde fevereiro de 2014, a especialidade vem sendo aplicada em animais do Jardim Zoológico de Brasília. Comprometidos com o bem estar e longevidade dos bichos, os técnicos adotaram a técnica em situações de estado clínico mais delicado, como foi o caso de uma preguiça, de um macaco bugio e de aracnídeos, entre outros.

Com a técnica da inserção de agulhas em pontos específicos, o médico veterinário, Dr. Rodrigo Fagundes devolve qualidade de vida aos animais e abre um novo leque para os profissionais do ramo. “Importante por se tratar de uma terapia inovadora que traz resultados satisfatórios em favor dos animais e abre oportunidades para os profissionais da especialidade que cresce a cada dia”, comenta o médico.

Por determinação da direção, os trabalhos serão regularizados por meio de contrato para que haja, entre outras normas, regularidade no atendimento e ambulatório exclusivo. Dessa forma, o Zoológico de Brasília se reforça como centro de excelência na qualidade de serviços ao ser o primeiro Zoológico do Brasil a introduzir mais uma terapia eficaz e segura em favor dos animais.

AddThis Social Bookmark Button

Alunos da Escola Classe 01, da Região Administrativa do Riacho Fundo I, participaram nesta quarta-feira (12), da abertura do projeto Zoo Ciências, realizado nas dependências do Zoológico. O encontro foi o primeiro de um total de oito aulas. Em um laboratório vivo, os estudantes aprenderam as primeiras noções técnicas de microscopia, identificação e classificação de microrganismos vivos e a relação deles com o meio ambiente.

A proposta do Zoo Ciências é estimular a curiosidade nos estudantes, e assim promover o interesse pelo olhar científico. ”O projeto é excelente, pois desperta nos alunos o prazer pela ciência e os torna multiplicadores do conhecimento”, comenta o professor do CAIC, Luiz Alberto.

Na prática os integrantes aprenderão a identificar e coletar amostras em diferentes pontos do Parque e explorá-las cientificamente com ajuda do microscópio digital. A ansiedade dos alunos salta aos olhos. “Estou curiosa pra usar o microscópio e conhecer coisas que ainda não vi até hoje”, revela Jessica de Matos, aluna do 4º ano.

A Edição do Zoo Ciências 2014 encerra agenda em novembro e tem como objetivo, contemplar alunos da rede pública que demonstram vocação pelas ciências naturais. Os participantes dividirão espaço do estande do Zoológico durante a Semana Nacional de Ciências e Tecnologia (SNCT), prevista para setembro próximo.

AddThis Social Bookmark Button

Tradutor

Zoo Informação

Zoo Mapa

Sistema de Ouvidoria

Parceiros

Zoo Foto

fotos.png

Tripadvisor