Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/07/24 às 11h49 - Atualizado em 10/07/24 às 16h32

Zebra

COMPARTILHAR

Zebra (Equus quagga)

 

 

Classe: Mammalia
Ordem:  Perissodactyla
Família:  Equidae

 

Nome no Zoo: Alin

 

Histórico: Alin é um macho e nasceu em 15 de novembro de 2021.

 

Características: A zebra-da-planície (Equus quagga) também conhecida como zebra-comum ou zebra-das-planícies é uma espécie de equídeo existente na savana africana. É a espécie de zebra com maior distribuição geográfica. Ocorre da Etiópia passando pelo leste da África até o sul chegando a África do Sul e Angola. É comum por toda sua área de ocorrência, apesar de estar ameaçada pela competição com o gado, perda de habitat e caça.

É um animal social que vive em grupos (haréns), compostos por várias fêmeas e suas crias, liderados por um macho dominante. Existem também grupos de machos “solitários”, que são muito velhos ou muito jovens para competir com outros machos, além daqueles que ainda não tem um harém ou foram derrotados.

São animais parecidos com os cavalos, ao contrário da zebra-de-grevy que se assemelha ao asno. Suas listras marcantes podem ter várias funções: desde afastar moscas até camuflagem.

 

Distribuição Geográfica: A faixa de distribuição para no Saara, do Sudão do Sul e sul da Etiópia estendendo para o sul ao longo da África oriental, até à Zâmbia, Moçambique e Malawi, antes de se espalhar para a maioria dos países do sul da África. São regionalmente extintas em Burundi e no Lesoto, e podem ter vivido na Argélia na era neolítica. É simpátrica com a zebra-de-grevy no Quênia e com a zebra-da-montanha na Namíbia e Angola.

 

Em vermelho, distribuição histórica. Em verde, a atual.

 

Habitat: ocorre em vários habitat na África, com exceção de poucos ambientes, como desertos e florestas tropicais. Destaca-se como a espécie de zebra com maior distribuição geográfica. Apresenta grande capacidade de migração, movendo-se em direção a locais onde a fonte de alimentação é mais vasta. Em algumas situações, essas zebras podem migrar cerca de 150 km em busca de melhores condições de pastagem e maior quantidade de água.

 

Alimentação: Se alimenta principalmente pastando, mas pode ocasionalmente comer galhos e folhas e precisa beber água diariamente.

 

Reprodução: Acasalam o ano inteiro mas picos de nascimentos ocorrem principalmente durante a estação chuvosa. O período de gestação dura cerca de 360-396 dias, e um único jovem é produzido, que é capaz de ficar em pé quase imediatamente e começa a pastar dentro de uma semana. O potro é desmamado entre 7 e 11 meses e atinge a puberdade aos 16 a 22 meses. O jovem dispersa voluntariamente do grupo com idade entre um e três anos, com os machos se juntando aos grupos de solteiros, até ser capaz de competir com cerca de 4 anos de idade. O estro dura 2 a 9 dias e diestro de 17 e 24.

 

Expectativa de Vida em Cativeiro: 40 anos

 

Status de Conservação (IUCN): Quase ameaçada

 

Curiosidades: Medem 217-246 cm de comprimento, com comprimento da cauda de 47 a 56 cm. No ombro, a sua altura é de 110-145 cm. Os machos são ligeiramente maiores do que as fêmeas e, geralmente, também têm pescoços mais espessos. Este dimorfismo sexual não é profundo, no entanto.

As listras são uma característica marcante das zebras.

Potros recém-nascidos tendem a ter pele felpuda com listras acastanhadas e marrom-amareladas em vez de preto e branco. Uma teoria para essa diferença de adultos sugere que zebras reconhecem mais facilmente indivíduos “empoeirados” como zebras. Em vez de recém-nascidos puramente branco e preto, eles são acastanhados já que eles são mais facilmente identificados como uma zebra. A cauda difere de outros equídeos, porque são curtas e terminam com um tufo de cabelos negros.

Com suas listras preto e branco distintas, são facilmente reconhecidas. Cada zebra possui um padrão diferente. Os padrões de suas listras diferem de outras espécies de zebras. Suas listras são especialmente grandes, se tornando mais amplas e horizontais em direção aos flancos e traseira do corpo. As listras do pescoço aos membros anteriores são verticais. Estas listras do pescoço continuam na juba que é curta e se estende verticalmente.

ZOO - Governo do Distrito Federal

Fundação Jardim Zoológico de Brasília

Fundação Jardim Zoológico de Brasília Avenida das Nações, Via L4 Sul, s/n - Brasília, DF. CEP - 70610-100 Telefone: (61) 3445-7048
e-mail: atendimento@zoo.df.gov.br