Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/07/17 às 11h26 - Atualizado em 16/05/19 às 15h51

Raros Gansos do Havaí recém-chegados no Zoo vão chocar ovo

 

Por Michelle Horovits

 

Um casal de gansos do Havaí (Branta sandvicensis) são os novos moradores do Zoológico de Brasília. Eles chegaram no dia 7 de junho do Zoológico de Pomerode em Santa Catarina por meio de um programa de reprodução em cativeiro.  A espécie extremamente rara, gostou tanto da nova casa que já colocaram dois ovos. O casal ganhou um ninho aconchegante para cuidar chocar.

Quando o capitão James Cook chegou ao arquipélago do Havaí em 1778, estima-se que existiam cerca de 25.000 gansos ou, no idioma do Havaí, nēnēs. A caça e, principalmente, os predadores e parasitas (como o Toxoplasma) introduzidos reduziram a população a apenas 30 aves em 1952.

Ele foi declarado uma espécie ameaçada em 1967, e um programa de reprodução em cativeiro foi lançado nos anos 70. Graças à atuação do grande naturalista Sir Peter Scott (fundador do WWF), que levou alguns casais para seu centro de criação de aves na Inglaterra A espécie cresceu para aproximadamente 2.000 desde então – incluindo um casal que gerou três filhotes em Oahu in 2014, o primeiro nascimento da espécie na ilha em três séculos. A população ainda é mantida por meio de solturas de indivíduos criados em zoos e criadouros.

Para o diretor-presidente do Zoológico, Gerson Norberto, a chegada desses gansos é uma prova de que os zoológicos estão mudando de paradigma e não são mais uma instituição para a mera exposição de animais. “O zoológico tem um papel conservacionista importante, pois o impacto e o ritmo de extinção de espécies em todo o globo está muito acelerado”, alerta.

Ele ainda afirma que todas as espécies que chegam na Fundação estão inseridas em programas de conservação. “Conservamos um plantel de animais geneticamente saudáveis que por meio de reabilitação podem voltar para natureza, ou que por meio da reprodução de seus filhos possam ajudar a renovar populações extintas”, explica.

A diretora de Aves do Zoológico de Brasília, Ana Cristina Castro se surpreendeu com o comportamento dos animais que já na primeira semana entraram em comportamento reprodutivo. “O período de incubação é de 28 a 32 dias e o macho e a fêmea já apresentam um comportamento agressivo típico para chocar os ovos”, conta.

ZOO - Governo do Distrito Federal

Fundação Jardim Zoológico de Brasília

Fundação Jardim Zoológico de Brasília Avenida das Nações, Via L4 Sul, s/n - Brasília, DF. CEP - 70610-100 Telefone: 3445-7000