Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/01/20 às 16h38 - Atualizado em 3/02/20 às 19h10

Tamanduá-bandeira

Tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla)

 

TAXONOMIA
Classe Mammalia
Ordem Pilosa
Família Myrmecophagidae

 

Características: É a maior espécie conhecida de tamanduá, com um corpo medindo entre 1 e 1,33 metros e podendo pesar até 45 kg. A cabeça tem um focinho alongado, com olhos e orelhas pequenos e uma língua protrátil que pode atingir 60 cm. Possui uma pelagem espessa cuja coloração pelo corpo varia do acinzentado ao marrom, sendo mais alongada na cauda. Esta, por sua vez, costuma balançar quando o animal corre, assemelhando-se a uma “bandeira” e sendo a origem do seu nome popular. Apresenta uma faixa escura, delimitada por listas brancas, que se estende nas laterais do corpo, e patas dianteiras brancas com listras pretas nos dedos. Os membros anteriores possuem quatro dedos com garras, sendo a do terceiro dedo maior do que as demais. Como andam apoiando-se nos pulsos das patas dianteiras, estas garras grandes e afiadas ficam voltadas para trás. Os membros posteriores apresentam cinco dedos com garras curtas. Assim como todos os tamanduás, não possui dentes.

 

Distribuição Geográfica: Ocorre nos estados do Acre, Rondônia, Amazonas, Pará, Roraima, Amapá, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Bahia, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e no Distrito Federal. A espécie provavelmente está extinta no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Espírito Santo, e sua ocorrência em Pernambuco, Paraíba e Ceará é repleta de dúvidas. Além do Brasil, também pode ser encontrada na Argentina, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Honduras, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Suriname e Venezuela. Possivelmente extinta em Belize, El Salvador, Guatemala e Uruguai.

Habitat: Florestas tropicais, Caatinga, campos abertos e savanas, como o Cerrado.

 

Alimentação: Insetívoro (cupins, formigas e pequenos invertebrados).

 

Reprodução: Gestação de 185 dias, nascendo 1 filhote.

 

Expectativa de Vida em Cativeiro: 25 anos.

 

Status de Conservação (MMA): Vulnerável.

 

Curiosidades: O tamanduá-bandeira é uma das três espécies da família que ocorre no Brasil, sendo as outras duas o tamanduá-mirim (Tamandua tetradactyla) e o tamanduaí (Cyclopes didactylus). Logo após o nascimento, o filhote do tamanduá-bandeira costuma subir nas costas da mãe e ser carregado por esta durante 6 a 9 meses de sua vida. A espécie sofre grande ameaça da caça ilegal, incêndios e, principalmente, da destruição e fragmentação do habitat pelo avanço das fazendas, cidades e construção de estradas. Há também registro de animais envenenados indiretamente por inseticidas utilizados no controle de cupins e formigas.

 

Plantel do Zoológico
Machos Fêmeas Indeterminado
3 2 0

 

 

* Com informações de: IUCN, ICMBio e Ministério do Meio Ambiente.

ZOO - Governo do Distrito Federal

Fundação Jardim Zoológico de Brasília

Fundação Jardim Zoológico de Brasília Avenida das Nações, Via L4 Sul, s/n - Brasília, DF. CEP - 70610-100 Telefone: 3445-7000